quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Ontem à noite



A lua, envergonhada, se escondeu ao ver o moço simples que cantava, com a ponta dos dedos, versos singelos de emoção revisitada.

Se eram as cordas a imitar as batidas do coração ou o contrário, pouco importa. Na madrugada morna, era possível encontrar qualquer sensação solta ou perdida entre papéis e pensamentos.

O tempo continua usando os mesmos truques. E, às vezes, parece que me deixo seduzir de propósito. Só para me sentir iludida. Só para me fazer pensar que não pensar me tornará ingênua.


Quero meu ouro, mesmo que seja de tolo. Encontrar o velho, estranhar o que é novo e fazer do inusitado um velho conhecido. É que gosto de rimas estranhas e sei que meus afetos são complexos, contudo, se necessário, posso desenhar para quem for disléxico.

Não quero ter a alma doída nem as emoções calejadas. Já não me importo em parecer piegas. Quero de volta a pretensão maliciosa do olhar desconfiado e o desejo de sentir tudo de uma vez sem me preocupar se vai sobrar um pouco para mais tarde. Quero poder acreditar que “os teus olhos têm a cor dos meus sonhos”.

Ontem à noite, a lua veio ouvir que não existiriam mais aquelas noites. A poesia aquietou-se, a música parou, e fomos embora guardando um pouco para depois.


14 comentários:

Rafa disse...

"Quero meu ouro, mesmo que seja de tolo"
Isso é Rousi dizendo? kkkkkk
Muito bom ver como vc cresce e que gostoso esse texto.
Parabéns!

Du, dudu e Edu disse...

E qual será a cor desses sonhos?
Lindo texto Rousi.

camila disse...

Gta, ta lindo isso aqui :D
saudades, beeijos

Carolynne Ferraz disse...

Gosto de te ver camaleão de si mesma,mudando de face não para se proteger,mas para mostrar quem é... como os desejos que mudam na velocidade das experiências vividas.É bom contar contigo em meio as minhas interfaces translúcidas, e poder cultivar o verde nessa "arte e ofício" que é a vida.Amo,e muito.Belo texto gata!;**

Anayam disse...

Como sempre adorei seus textos, pois se identificam comigo né? KKKKKKKKKKKKKKK
Muito liindo :*
te amo

Marlla disse...

Quero de volta a pretensão maliciosa do olhar desconfiado e o desejo de sentir tudo de uma vez sem me preocupar se vai sobrar um pouco para mais tarde. Quero poder acreditar que “os teus olhos têm a cor dos meus sonhos”. Essa parte foi pra mim também né? Mais uma vez.. seus textos ótimos! :)

Erika disse...

"o desejo de sentir tudo de uma vez sem me preocupar se vai sobrar um pouco para mais tarde" Adorei essa parte.
Continue assim, saudades..

Marys disse...

Adoro a sua leveza.
(E o seu sorriso tbm)

Lindo Texto

Laianne carla disse...

muito bom!Parabens!

Muito gostoso trocar um pouco de cada alma.Iluminei meu espirito nessa noite!


Até a lua estava inspirada, e cheia de humanidade!

Deixei tudo guardado S2(aqui)!

Alanna Portela disse...

Sensacional :D

Camylla Rodrigues disse...

"Se eram as cordas a imitar as batidas do coração ou o contrário, pouco importa. Na madrugada morna, era possível encontrar qualquer sensação solta ou perdida entre papéis e pensamentos."

Aí estão os meus sentimentos sendo revertidos em palavras por você!Ontem à noite, aquela noite onde a lua envergonhada se escondeu ao ver tanto brilho e alegria em nossos olhares!

Lindo textou rousi meirelles:D
Parabéns!!

Fernanda disse...

Eitaaa que ela tá poeta toooda

Lindo amiga, lindo mesmo ;D

Luis kiari disse...

Noites como essa, de filme, sempre existirão!
:D

Beijos, minha mais nova amiga e companheira de sentimentos!

Dayana disse...

rousii todos liiiindos , tu é f..., fantástica aushaushu

 
;