domingo, 28 de novembro de 2010

Até parece...



Até parece que se ama por impulso,
que se tem paixão por conveniência,
e que se sonha sem tirar os pés do chão.

Até parece que a gente não sabe onde tudo vai dar,
que não se engana de propósito,
e que nao quer se enganar.

Até parece que a gente nunca tinha sonhado,
que nunca tinha voado,
e que nunca tinha caído.

Até parece que não ia doer,
que a gente não ia sofrer,
e que ninguém ia perceber.

Até parece que a gente não ia seguir em frente,
que não ia olhar pra trás,
e que não ia se sentir de repente.

Até parece que meus versos não são mudos,
que se eu gritar você escuta,
e que o contrário tornaria algo diferente.

Até parece que, um dia, eu deixei de ser tua,
que hoje eu conseguiria ser de outro,
e que isso seria, ao menos, suportável.

Até parece que o tempo ia passar,
que a saudade ia acabar,
e que tudo ia ter um fim.

Ai, ai, .... até parece!

16 comentários:

laianne carla disse...

Até parece que o tempo apaga os sentimentos de outrora....

Gira mundo gira!
muito bom!
bjo!

Anônimo disse...

Até parece que você nunca vai escrever um livro.

Rousi disse...

Até parece que você não é meu amigo né Magno?

Saudades ^^

josé Adriano Gonçalves disse...

Lindo Poema – Temos poetisa….
Até parece que um dia, eu deixei de ser tua?
Que hoje eu conseguiria ser de outro?
A mim, até parece, que uma pessoa sensível e inteligente como você, nunca será de alguém. Você será sempre de você mesma. Eheheh - Amar é ser livre - Continue a escrever o que lhe vai na alma e não deixe que nada impeça de você dizer o que pensa.
De seguida um excerto do poema de José Carlos Ary dos Santos “ Poeta Castrado; Não!”
Serei tudo o que disserem
Por temor ou negação:
Demagogo mau profeta
Falso médico, Ladrão
Prostituta, proxeneta
Espoleta, televisão
Serei tudo o que disserem:
Poeta castrado, Não!

Anônimo disse...

Até parece que não é uma pena o mundo da literatura te perder pra medicina.. =(

Anne Mirelly disse...

Até parece que querendo ou não, alguns desses versos me resumem.

Até parece que a rotina não seria capaz de nos tirar lenta e dolorosamente o que mais amamos. E até parece que isso realmente seria uma perda completa. Ai, ai, ... até parece!

Texto maravilhoso, Rousilinda, te amo.

Ruhama Pordeus disse...

Que textos lindo *-*
amei (=

Leonardo Faustino disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Leonardo Faustino disse...

Até parece um texto normal. Mas normal mesmo é a minha cara de admiração a cada texto seu que leio. Como agora.

mysty disse...

to seguindo...

segue ai: bj.

http://overdosevip.blogspot.com

Gabi disse...

Coisa liiiiiiiiinda Rousi!
Triste, mas lindo!
Parabéns!

Sã Nascimento disse...

Eu acho tão bonito!

Fernanda disse...

Minha filha, o que é que recife fez com você ein?
Volte a postar. O blog tá abandonado.
Ando sentindo falta da sua poesia :D

Volte baby, volte!

camila disse...

ate parece que você não fez esse baseado em mim? aaushuauhauhauhhua ;x te amo.

Moema Vilar disse...

até parece que eu nem chorei ... reli agora, linda rousi .... são 2:38 da manhã , e to chorando de saudade de um amor que já deveria ter esquecido, mas q insiste em permanecer ...não sei porquê...
to lendo mil vezes ele , pra ver se choro o choro entalado em minh´alma, na ilusão de que saia, logo, nas lágrimas , esse amor ...
afff

vida que segue! eu sei!!!
mas avise isso p meu coração ,q qndo leu esse seu poema, me desmanchou ...

Anônimo disse...

Até parece... que isso aqui nao toque o coração de milhares de pessoas que vierem a ler, como assim tocou o meu.. to emocionadaaa amiigaa.. vc é uma poesiaa em pessoaa.. saudadessss! bj sua amiiga dany! ^^

 
;